Portal Ajuda do Alto
Temperamentos
 
 
Temperamentos

DESENVOLVIMENTO HUMANO, PASTORAL, PROFISSIONAL, EQUILÍBRIO.

Por que?
Porque na vida pessoal, pastoral e profissional, precisamos de pessoas comprometidas, equilibradas, capazes de liderarem no que fazem.
Porque naquilo que fazemos na vida pessoal, pastoral e profissional, precisamos deixar uma marca positiva – Influenciar pessoas.
Porque o mundo precisa de pessoas equilibradas, capazes de serem líderes servidores.
Simplesmente porque é um investimento; capaz de tornar sua equipe pastoral e profissional, MELHOR, MADURA, COMPROMETIDA...(e o que mais?)
 
O avanço da tecnologia, a explosão das redes sociais, a velocidade como tudo pode ser feito em nossos dias é algo fascinante. O mundo se tornou pequeno. Relacionar-se nunca foi tão prático e fácil.
Por outro lado, relacionar-se tem se tornado um imenso desafio. De fato, é muito mais fácil relacionar-se com quem não se convive; em nossos tempos as pessoas se relacionam, mas não se conhecem.

 
1. DESAFIO DA NOVA EVANGELIZAÇÃO
Eis aqui um grande desafio para a nova evangelização: A mesma requer novos ou velhos métodos? Precisam os agentes de pastorais, coordenadores de movimentos e novas comunidades, sacerdotes e seminaristas, lançar mão de todos os recursos e avanços tecnológicos acima citados, sem abrir mão do “conhece-te a ti mesmo”. O ser humano não pode esconder-se atrás de uma click, de uma tecla ou de uma tela. Não pode fugir dos conflitos; precisa ter a coragem de conviver com o “diferente”, com aquele que “não vai com a cara”. O mandamento de “amar ao próximo como a si mesmo” é urgente.
O cenário atual é extremamente desafiador. O ser humano vive uma crise de esperança: Desacredita-se dos políticos, das autoridades, de pessoas que, de alguma forma exercem ou que deveriam exercer influência. A evangelização de nossos tempos requer pessoas preparadas, bem informadas, inseridas no mundo, sem serem “mundanas”. O receptor da mensagem evangelizadora em nossos dias quer mais do que discursos. Cabe ao evangelizador, ao catequista, àquele que de alguma forma tem uma missão na Igreja falar ao coração, entrar no mistério do outro. Mas como fazer isso, se muitas vezes pregamos uma paz que não conseguimos em nosso grupo, nossa equipe ou pastoral? Disputas de poder, ciúmes, inveja, desvalorização da missão do outro ou de si próprio, medo de se comprometer, desavenças entre movimentos. Tudo isso mina o nosso ser missionário, impedindo que a mensagem a ser dada fora dos “muros da Igreja” cumpra sua missão. A conseqüência disso? Esvaziamento da Igreja, sempre as mesmas pessoas nas mesmas funções (tornando-se “donos” da Igreja), descrédito das pessoas, a começar dos próprios companheiros de missão.
É diante deste cenário, que trazemos até você este treinamento sobre administração de conflitos, apresentado por Edson Oliveira. Trabalho este, fruto de 26 anos de caminhada na Igreja. Graduado em Pedagogia, Pós-Graduado em Psicopedagogia, Especialista em Gestão eclesial, Especialista em administração de conflitos, Radialista. Foi membro dedicado, da Comunidade Canção Nova por 14 anos, responsável pela implantação de diversas emissoras de rádio, palestrante em eventos e aconselhamento a pessoas. Foi responsável pela revitalização do Santuário de Nossa Senhora do Equilíbrio em Curitiba. Atualmente coordena o Ministério de Pregação da Renovação Carismática Católica do Estado do Paraná.


2. FINALIDADE
A presente capacitação tem por finalidade o desenvolvimento e o crescimento pessoal, Pastoral e Profissional, a fim de que, possamos nos conhecer, rever a nossa história, bem como repensarmos nossas atitudes e acreditarmos que podemos ser melhores, capazes de desenvolver dons e habilidades, e ainda conhecer melhor e de maneira profunda, as pessoas do nosso convívio e, conhecendo-as, compreender gestos e atitudes que favorecerão nossos relacionamentos, resgatando o preceito bíblico que consta no livro do Levítico, capitulo 19, versículo 18: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”; tornando assim mais eficaz nosso trabalho, nossa missão e nossos relacionamentos.
Pretende-se ainda, desmistificar o conceito de CONFLITOS, dando ao participante a oportunidade de administrá-los.
Após esta formação você será capaz de:
- Conhecer melhor a si próprio, suas ações e reações;
- Ter controle diante de emoções e sentimentos;
 Agir e reagir diante de conflitos pessoais, dirimir os conflitos oriundos dos relacionamentos familiares, profissionais e pastorais;
- Descobrir-se humana, pastoral e profissionalmente, bem como suas habilidades, Dons e competências.


3. PÚBLICO ALVO
Coordenadores de pastorais, movimentos e grupos, Catequistas, Sacerdotes, Seminaristas e pessoas em geral, que desejam se conhecer e conhecer o outro, crescer e levar qualidade e equilíbrio nos relacionamentos e nas ações pastorais e profissionais.
Empresários, administradores, gestores, gerentes e educadores que desejam viver e desenvolver de forma madura e Cristã a profissão, o talento que lhe foi confiado.


4. ÁREAS DE APLICAÇÃO

- Pastoral: Coordenação, formação, reestruturação, aconselhamento.
- Profissional: Gestão de pessoas, Gestão de conflitos, Liderança, Coordenação e formação de equipe, descobrir e pôr em prática talentos.
- Pessoal: Conhecer-se, conhecer o outro, conflitos familiares, relacionar se, superar traumas e complexos.
- Espiritual: Restauração do equilíbrio do temperamento, Desenvolvimento da espiritualidade, Relacionamento com Deus, Perceber semelhanças do temperamento, com os de personagens Bíblicos.


5. PROGRAMA

- Vencendo os desequilíbrios;
- Conhecer-se e conhecer o outro a partir do estudo dos temperamentos;
- Saber lidar com as forças e fraquezas do temperamento;
- A arte de administrar conflitos nas Relações familiares – Relações amorosas – Relações de trabalho – Relações pastorais;
- O bom conflito;
- O mal conflito;
- Determinação e Espiritualidade: Chaves para superar e administrar conflitos
- Comprometimento


A diferença
Entre quem
Você é e quem
Você quer ser...
É o que você faz.

E aí, VAMOS FAZER???


PROGRAMAÇÃO – O CURSO PODE SER APLICADO DAS SEGUINTES FORMAS:

TRÊS NOITES SEGUIDAS – EX.: TERÇA, QUARTA E QUINTA
UM DIA INTEIRO – EX.: SÁBADO, DE 08H00MIN ÀS 20H00MIN OU DOMINGO.
UM FINAL DE SEMANA – EX.: SÁBADO, DE 14H30MIN ÀS 18H30MIN + DOMINGO, DE 08H00MIN ÀS 12H30MIN.

 
Tenho interesse
 
Entre em contato
 

contato@portalajudadoalto.com.br

41 9 9837-6961

 
 

Copyright © 2019 Portal Ajuda do Alto. Todos os direitos reservados.